|Síria

Petróleo sírio: o saque continua

Numa reunião em Damasco, o responsável da tutela afirmou que as forças de ocupação norte-americanas e milícias aliadas saquearam, em média, 66 mil barris de crude por dia na primeira metade deste ano.

Viatura militar norte-americana junto a um poço de petróleo na província síria de Hasaka (imagem de arquivo)  
Viatura militar norte-americana junto a um poço de petróleo na província síria de Hasaka (imagem de arquivo)  Créditos / PressTV

A produção petrolífera na Síria ascendeu a 14,5 milhões de barris, com uma produção média diária de 80 300 barris, revelou-se num encontro realizado esta terça-feira no Ministério do Petróleo e dos Recursos Minerais para discutir os resultados alcançados no primeiro semestre.

Destes, informa a agência SANA, 14 200 foram entregues às refinarias, enquanto os restantes 66 000 foram «roubados pelas forças de ocupação dos EUA e seus mercenários dos campos petrolíferos na região oriental» do país, o que representa 83% da produção diária de crude.

De acordo com os dados divulgados por Bassam Tohme, o titular da pasta, o sector petrolífero na Síria sofreu perdas estimadas em 105 mil milhões de dólares desde o início da guerra de agressão até ao final do primeiro semestre de 2022, sobretudo devido ao saque promovido pelas forças de ocupação norte-americanas.

No mesmo período, acrescentou o responsável, perderam a vida 235 trabalhadores do Ministério, 46 ficaram feridos e 112 foram raptados.

O saque continua

Uma caravana com 144 camiões-cisterna transportou, ontem, petróleo dos campos petrolíferos sírios para o Iraque, revela a SANA.

Num vídeo filmado a partir de um helicóptero russo, ontem divulgado, vê-se uma caravana de camiões-cisterna, escoltados por tropas norte-americanas, com petróleo retirado de Raqqah e a caminho do Iraque, refere o portal thecradle.co.

No sábado passado, dia 6, uma outra caravana, com 60 viaturas, na sua maioria camiões-cisterna cheios de petróleo, partiu da província de Hasaka com destino ao Iraque, através da passagem fronteiriça ilegal de al-Walid.

Tópico