Internacional

Em Espanha, virou moda «ameaçar» com o 155.º

Em Espanha, virou moda «ameaçar» com o 155.º

Com o governo de Rajoy a deixar claro que vai suspender «de facto» a autonomia catalã, nos últimos dias dirigentes «populares» têm deixado a pairar, de forma mais ou menos velada, a ameaça do artigo 155.º em diversos pontos do Estado espanhol.

A libertação de Raqqa foi «varrê-la» do mapa

A libertação de Raqqa foi «varrê-la» do mapa

O Ministério da Defesa russo acusou este domingo a coligação liderada pelos EUA de ter dado à cidade síria o mesmo «destino de Dresden, em 1945». Entretanto, os curdos parecem querer estabelecer-se como poder na cidade.

Tese de assassinato de Pablo Neruda ganha força

Tese de assassinato de Pablo Neruda ganha força

A causa de morte do poeta chileno Pablo Neruda, em 1973, não foi um cancro na próstata, o que contraria o que está declarado na certidão de óbito, garantiu este sábado uma equipa de investigadores, em Santiago do Chile.

Saarauís insistem no referendo perante o enviado da ONU

Saarauís insistem no referendo perante o enviado da ONU

Na primeira viagem à região de Horst Köhler, novo enviado especial das Nações Unidas para o Saara Ocidental, os saarauís deixaram claro que Marrocos tem de respeitar o Direito Internacional e insistiram na realização do referendo sobre a autodeterminação do território.

Venezuela repudia ingerências do Chile e da Costa Rica

Venezuela repudia ingerências do Chile e da Costa Rica

Autoridades venezuelanas criticaram governos chileno e costa-riquenho por promoverem desestabilização do país, quando dirigentes da oposição aceitaram os resultados das eleições regionais. Por outro lado, alertou-se para agenda violenta que sectores da direita querem alimentar.

Tumaco ou os «condenados da terra»

Tumaco ou os «condenados da terra»

No dia 5, a Polícia colombiana matou pelo menos nove camponeses em Tumaco, no departamento de Nariño. O massacre voltou a deixar a nu a pobreza do campesinato colombiano, as agressões a que é submetido, bem como a falta de implementação dos acordos de paz firmados em Havana.

França equipa os agentes das polícias com câmaras de espionagem

França equipa os agentes das polícias com câmaras de espionagem

O governo francês, com ajuda financeira da União Europeia, acaba de investir 8,5 milhões de euros na compra de 2695 câmaras de espionagem para serem usadas pela Direcção Geral de Segurança Interna (DGSI – serviços de segurança que actuam como polícia política) e pela gendarmeria.

Últimas