|aumentos salariais

Revisão do Acordo de Empresa aumenta salários dos trabalhadores da Tabaqueira

Na passada quarta-feira, em plenário, os trabalhadores da Tabaqueira, a maior empresa de tabaco em Portugal, ratificaram o resultado das negociações promovidas pelo SINTAB: mais salário e direitos.

A Fábrica Tabaqueira, situada em Albarraque, Sintra, é detida pela <em>Philip Morris International</em>, a 101ª empresa com mais lucros absolutos em todo o mundo, em 2021.
A Fábrica Tabaqueira, situada em Albarraque, Sintra, é detida pela Philip Morris International, a 101ª empresa com mais lucros absolutos em todo o mundo, em 2021.CréditosInácio Rosa / Agência Lusa

«O acordo que agora será assinado, com vinculação a um ano, garante aos trabalhadores um aumento salarial de 2,7%, com garantia mínima efectiva de 35 euros e a actualização em 10% de todas as bandas salariais», informa o Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura e das Indústrias de Alimentação, Bebidas e Tabacos de Portugal (SINTAB/CGTP-IN), em comunicado enviado ao AbrilAbril.

Ficou também estabelecido que o acesso à nova função definida pelo Acordo de Empresa (AE), «com a categoria de técnico de produção, será apenas voluntário, com acordo da parte do trabalhador, garantindo uma gratificação de 350 euros», alerta o sindicato.

O processo de revisão do AE arrasta-se há mais de dois anos, «altura em que a empresa exigia, como contrapartida para os aumentos salariais, uma alteração ao descritivo de funções que colocava técnicos de operação e técnicos de manutenção com a mesma categoria», forçando-os a «uma maior polivalência», desvirtuando a profissão de ambos.

As proposta da empresa Tabaqueira, que desde 1997 faz parte da multinacional Philip Morris International, apenas foram aceites pelo sindicato afecto à UGT, precipitando participações «em massa» dos trabalhadores nos plenários realizados pelo SINTAB/CGTP-IN, descontentes com o que tinha sido acordado entre a UGT e a administração.

Ao fim de dois anos de luta, e só «perante a garantia de voluntariedade de adesão à nova função», os trabalhadores decidiram ratificar o acordo proposto. Em 2021, a empresa não introduziu nenhum aumento salarial, numa tentativa, inútil, de forçar os trabalhadores a abdicarem das suas reivindicações.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui