|Recapitalização da Caixa Geral de Depósitos

Ministro ouvido na Comissão de Orçamento e Finanças

Governo receita tranquilidade para a CGD

Mário Centeno considera que a Caixa necessita de «tranquilidade», numa intervenção na Assembleia da República muito crítica para com o anterior governo.

Mário Centeno encontrou indícios de negligência no acompanhamento da CGD pelo anterior governo
Mário Centeno encontrou indícios de negligência no acompanhamento da CGD pelo anterior governoCréditos

«A Caixa Geral de Depósitos (CGD) necessita de tranquilidade», destacou o ministro das Finanças em audição na Assembleia da República. Centeno classificou a CGD como «uma referência para o país, é um pilar da economia portuguesa e do desenvolvimento económico nacional» na reunião da Comissão de Orçamento e Finanças.

Em resposta a críticas do PSD, o ministro acusou o anterior governo de ter deixado um «desvio enormíssimo», superior a 3 mil milhões de euros, na aplicação do plano de reestruturação do banco público de 2012.

O deputado do PSD Luís Leitão Amaro criticava o impasse na substituição da administração da Caixa, após ter sido conhecida a demissão dos presidentes executivo e não-executivo. Mário Centeno informou que a tomada de posse da nova equipa de gestão deverá acontecer nos próximos «10 a 12 dias».

Leitão Amaro prometeu ainda que o PSD irá pedir uma apreciação parlamentar para tentar travar o descongelamento dos salários dos trabalhadores da CGD, uma decisão já anunciada pelo Governo.

Tópico