|telecomunicações

Compra da TVI pela Altice cai por terra

A Altice desistiu da compra da Media Capital, dona da TVI, ainda antes de uma decisão final da Autoridade da Concorrência, que deveria chumbar o negócio esta semana.

Responsáveis da Altice e da Media Capital em 14 de Julho de 2017, durante o anúncio da proposta de aquisição da TVI pelo grupo francês.
Responsáveis da Altice e da Media Capital em 14 de Julho de 2017, durante o anúncio da proposta de aquisição da TVI pelo grupo francês. CréditosAntónio Pedro Santos / LUSA

A Prisa, dona da Media Capital, informou a desistência da compra por parte da transnacional Altice (através da Meo), esta manhã, num comunicado.

O negócio estava já condenado ao fracasso, depois de a Autoridade da Concorrência ter considerado insuficientes as medidas apresentadas pela Altice para minimizar os impactos da operação de concentração.

Recorde-se que a Altice detém a principal operadora de telecomunicações em Portugal (a Meo), a concessão da televisão digital terrestre e a rede de emergência SIRESP. Ao extenso portefólio da ex-Portugal Telecom, a dona da Meo queria juntar uma das principais empresas de média, dona da estação de televisão líder de audiências (a TVI), do grupo de rádios que reparte a liderança com o grupo Renascença, do portal na internet IOL e da produtora Plural.

A tentativa de concentração sem precedentes no panorama audiovisual português foi contestada pelos concorrentes, pelos reguladores do sector e por personalidades, que promoveram uma petição à Assembleia da República. O texto, intitulado «É necessário travar a Altice», foi entregue no Parlamento depois de recolher mais de 4 mil assinaturas.

Tópico