|Síria

Sessão pública «pela paz na Síria e no Médio Oriente»

A iniciativa tem lugar esta segunda-feira, 23, na Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, em Lisboa. No mesmo dia, pelas 18h, o Porto acolhe um acto público de teor semelhante.

O ataque do passado dia 14 contra a Síria é mais um episódio de uma agressão que dura há sete anos
O ataque do passado dia 14 contra a Síria é mais um episódio de uma agressão que dura há sete anosCréditos / Twitter

A sessão «Pela Paz na Síria e no Médio Oriente – Contra a agressão dos EUA, Reino Unido, França e seus aliados», organizada pela CGTP-IN e o Conselho Português para a Paz e Cooperação (CPPC), decorre no Auditório da Escola Profissional Bento de Jesus Caraça, na sede nacional da CGTP-IN.

Numa nota, a Intersindical revela que, para além das intervenções do secretário-geral da CGTP-IN, Arménio Carlos, e de dois representantes do CPPC (Filipe Ferreira e Tiago Vieira), a sessão contará com a intervenção de Ghassan Ghosn, secretário-geral da Confederação Internacional dos Sindicatos Árabes (CISA), que «traçará um panorama da actual situação no Médio Oriente».

A sessão insere-se no programa da visita que uma delegação da CISA irá realizar ao nosso país, entre 22 e 26 de Abril, e que inclui «diversos contactos sindicais, com autarquias e com a Comissão de Negócios Estrangeiros da Assembleia da República».

Ameaça aos povos do Médio Oriente e de todo o mundo

Por seu lado, o CPPC salienta que a presença em Portugal de Ghassan Ghosn constitui uma oportunidade para «ouvir de viva voz a experiência e a vivência de alguém que conhece» a realidade dos povos do Médio Oriente, que «têm sido vítimas de permanentes agressões protagonizados pelos EUA e seus aliados, nomeadamente da Europa e do Médio Oriente», de que são exemplo as guerras de agressão contra o Afeganistão, o Iraque, a Líbia, o Iémen e a Síria.

O CPPC lembra ainda, numa nota, a ocupação na Palestina e o bombardeamento recente dos EUA, do Reino Unido e da França contra a Síria, que constitui um «alerta para a ameaça que paira não só sobre os povos do Médio Oriente, mas também sobre os povos de todo o mundo».

Acto pelo fim da agressão à Síria, no Porto

Precisamente para condenar o ataque destas potências ocidentais contra a Síria, perpetrado na madrugada de 14 de Abril «com o expresso apoio da NATO, da União Europeia e de Israel», na próxima segunda-feira, pelas 18h, um conjunto de organizações promove um acto acto público pela paz e pelo fim da agressão à Síria, na Praça da Palestina, no Porto.

Tópico