|Cuba

Cuba reafirma o compromisso com a saúde universal

Por ocasião do Dia Mundial da Saúde, as autoridades sanitárias da Ilha reiteraram o compromisso do país com a garantia do direito à saúde a todos, também fora das fronteiras nacionais.

No Dia Mundial da Saúde, as autoridades cubanas destacaram o que foi alcançado na Ilha, em termos de infra-estruturas e recursos humanos, bem como aquilo que é pedido pela OMS: que a equidade na saúde seja a peça central da recuperação da Covid-19 
No Dia Mundial da Saúde, as autoridades cubanas destacaram o que foi alcançado na Ilha, em termos de infra-estruturas e recursos humanos, bem como aquilo que é pedido pela OMS: que a equidade na saúde seja a peça central da recuperação da Covid-19 Créditos / @CubaMINREX

«Cuba reitera com factos o seu compromisso com a saúde universal: para todos, em todas as partes», afirmou o ministro do sector na Ilha, José Angel Portal.

Na rede social Facebook, Portal referiu-se à ampla rede de instituições e serviços de saúde do país, que permitem dar cobertura a 100% da população.

«Dispomos de um Sistema Nacional de Saúde que se caracteriza por ser gratuito, acessível, regionalizado, integral, sem discriminação, e com participação comunitária e intersectorial, tendo como base os Cuidados de Saúde Primários», destacou o titular da pasta.

Precisou que existem mais de 11 mil consultórios do médico e da enfermeira da família, 449 centros policlínicos, 150 hospitais e 12 institutos de investigação, entre outros centros de saúde.

Além disso, o país caribenho conta «com um potencial de nove médicos por cada mil habitantes», referiu José Angel Portal, destacando que, «num mundo onde mais de mil milhões de pessoas passam pela vida sem ter visto um profissional da saúde», Cuba detém as capacidades, em termos de infra-estruturas e capital humano, «criadas em todos estes anos de Revolução».

Recordando que 2021 foi designado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) Ano Internacional dos Trabalhadores da Saúde e Cuidadores, afirmou que este Dia Mundial da Saúde, que se assinala a 7 de Abril, destaca a «importância da equidade como peça central da recuperação da Covid-19» e sublinhou a resposta que o país caribenho deu à pandemia.

Para ajudar a combater a Covid-19, Cuba enviou 56 brigadas médicas a 40 países e territórios. De acordo com um relatório publicado no portal oficial do Ministério cubano dos Negócios Estrangeiros – Cubaminrex –, com estas 56 brigadas médicas Henry Reeve a cooperação cubana na área da Saúde alcançou 76 países e territórios em 2020.

Além disso, Cuba apoia outros países na formação de recursos humanos. Na sua conta de Twitter, o ministro dos Negócios Estrangeiros, Bruno Rodríguez, afirmou que «a saúde dos povos é fundamental para alcançar o desenvolvimento e depende da mais ampla vontade política e cooperação entre estados».

«Sob este princípio – acrescentou –, desde 1960 Cuba formou 37 267 profissionais da saúde de 147 países.»

Tópico