|cooperação

Vietname e Cuba, países que se apoiam mutuamente

No dia em que o primeiro-ministro vietnamita agradeceu à Ilha todo o apoio prestado na luta contra a Covid-19, o embaixador do Vietname em Havana entregou material a escolas cubanas.

O embaixador voetnamita em Cuba, Le Thanh Tung, oferece presentes à directora da escola primária Ho Chi Minh em Havana, Milagros Negret Calderí / VNA
O embaixador voetnamita em Cuba, Le Thanh Tung, oferece presentes à directora da escola primária Ho Chi Minh em Havana, Milagros Negret Calderí Créditos

Num encontro que manteve, em Hanói, com parceiros que ajudaram o país a lutar contra a Covid-19, Pham Minh Chinh, primeiro-ministro do Vietname, agradeceu a Cuba o apoio prestado, tanto ao nível das vacinas enviadas como da entrega de tecnologia para as poder produzir.

Na ocasião, Chinh destacou o envio de um lote de vacinas Abdala, revela o portal Cubadebate, explicando que, entre os países que administram esse imunizante às suas populações, o Vietname foi o primeiro a recebê-lo.

Os fármacos foram transportados no avião do presidente Nguyen Xuan Phuc, quando regressava de uma visita oficial à Ilha, em Setembro do ano passado.

Tratava-se de um lote composto por 900 mil doses em regime de contrato e 150 mil com carácter de doação, informa o portal cubano, acrescentando que foram distribuídas por 14 províncias vietnamitas.

Além de Cuba, mais de três dezenas de países doaram vacinas ao Vietname, através do programa Covax e de outros canais, para apoiar a campanha nacional de vacinação. De acordo com informações oficiais, mais de 80% dos 98 milhões de habitantes do país do Sudeste Asiático receberam duas doses.

Materiais doados a escolas com nomes vietnamitas

A Embaixada do Vietname em Havana, em coordenação com o Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), entregou dezenas de computadores e telemóveis em duas escolas básicas da capital, por ocasião da abertura do novo ano escolar no país caribenho, refere a Vietnam News Agency (VNA).

O material, oferecido pelo Ministério vietnamita do Planeamento e do Investimento, destinou-se a uma escola que tem o nome de Ho Chi Minh e outra baptizada com o da estudante e anticolonialista Vo Thi Sau, que foi executada pelas forças de ocupação francesas em 1952.

No dia em que mais de um milhão de estudantes cubanos regressaram às salas de aula, a Embaixada vietnamita entregou ainda material médico para ajudar as escolas a combater a Covid-19, bem como outros materiais à escola secundária que, em Havana, tem o nome de Nguyen Van Troi (membro da Frente Nacional para a Libertação do Vietname, executado em 1964).

Nas cerimónias de entrega, o embaixador Le Thanh Tung sublinhou que as escolas também nutrem a amizade Vietname-Cuba e manifestou a esperança de que o povo cubano ultrapasse as actuais dificuldades de desenvolvimento, mantendo o sector educativo um papel de vanguarda.

Tópico