|CTT

Luta nos CTT contra despedimento «injusto»

Os trabalhadores dos CTT estarão em greve a 20 de Dezembro, em solidariedade com um colega que foi despedido «injustamente» e que, apesar da decisão do tribunal, ainda não foi reintegrado.

Créditos / SNTCT

«É esta a resposta que se impõe», declaram os trabalhadores a propósito da convocatória desta greve, acrescentando que não aceitam que a administração tente «descartar» António Neto Cunha, que sofreu um acidente de trabalho.

Na providência cautelar que interpôs ao Tribunal Judicial da Comarca do Porto, o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT/CGTP-IN) viu ser-lhe dada razão, uma vez que os CTT foram condenados a reintegrar este trabalhador e a atribuírem-lhe as funções que vinha exercendo, mantendo-se o pagamento da retribuição e subsídios, com os descontos e benefícios inerentes.

Oss trabalhadores, que têm estado a reunir-se em plenários desde o dia 2 de Dezembro, decidiram mandatar o SNTCT para decretar uma greve no próximo dia 20 de Dezembro e não descartam a possibilidade de alargar esta luta a outros pontos do País.

Tópico