|despedimento ilegal

CTT afasta trabalhadores com limitações resultantes de acidentes de trabalho

O sindicato do sector divulga que estes funcionários, até agora colocados em funções incompatíveis com as suas limitações, estão a ser confrontados com processos de despedimento.

Carteiros de porte não aceitam novos fechos impostos
CréditosInácio Rosa / Agência LUSA

A denúncia é feita pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores de Correios e Telecomunicações (SNTCT/CGTP-IN), que acusa os CTT da «prática ilegal e abusiva» da invocação da caducidade do contrato de trabalho, de vários funcionários, por impossibilidade superveniente, absoluta e definitiva do trabalhador prestar o seu serviço.

Segundo o sindicato, os CTT pretendem, desta forma, afastar os trabalhadores mais antigos e/ou com limitações decorrentes de acidentes de trabalho ou doenças crónicas. Estes funcionários, que até agora têm sido colocados sem qualquer ocupação compatível com as suas limitações, são agora confrontados com estes processos de despedimento.

O SNTCT chama de «fórmula mágica» a esta estratégia adoptada pelos CTT, que considera não ser mais do que «despedimentos ilícitos», uma vez que deixam os trabalhadores sem subsídio de desemprego, sem compensações e sem idade para a reforma.

Para além de dar conhecimento à imprensa, o comunicado do sindicato é também dirigido aos partidos com assento parlamentar, e pretende afirmar que «os trabalhadores atacados não estão sós».

Tópico