|resistência

URAP e Município homenageiam presos na Fortaleza de Peniche

A União de Resistentes Antifascistas Portugueses (URAP) e a Câmara Municipal de Peniche inauguraram, este sábado, um monumento que presta homenagem aos 2500 presos que passaram pela cadeia entre 1934 e 1974.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/21557580_1798387540175943_933871691235603058_n.jpg?itok=cj_ZDc1o
Os presos políticos que passaram pelo cárcere de Peniche junto ao monumento inaugurado no passado sábado. 9 de Setembro de 2017
Os presos políticos que passaram pelo cárcere de Peniche junto ao monumento inaugurado no passado sábado. 9 de Setembro de 2017Créditos / URAP

O monumento, da autoria de José Aurélio, foi inaugurado no passado sábado e está instalado no interior das muralhas da Fortaleza de Peniche. A obra consiste num «cubo em aço com 25 quadriculados que terminam em asas, com também 25 hastes no seu interior, que representam os prisioneiros, assente num espelho de água».

A iniciativa contou com a presença de vários dos antigos presos políticos que passaram pela cadeia de alta segurança do regime fascista e com intervenções de Marília Villaverde Cabral, da direcção da URAP, e António José Correia, presidente da autarquia penichense.

Junto ao monumento, está instalada uma placa onde se lê a frase «Disseram não... para que a água da vida corresse limpa». De acordo com a URAP, ao cubo deve juntar-se um memorial com os nomes gravados de todos os que passaram pelo cárcere de Peniche.

Tópico

0 Comentários

no artigo "URAP e Município homenageiam presos na Fortaleza de Peniche