|PSD

Eleições no PSD: sábado há mais

Nenhum dos três candidatos à liderança do PSD obteve os votos necessários para a eleição, realizando-se, na próxima semana, uma segunda volta entre Rui Rio e Luís Montenegro.

CréditosDC / noticiasmaia.com

Realizaram-se hoje as eleições directas para a presidência do PSD, tendo sido também eleitos os delegados ao 38.º Congresso social-democrata, a realizar nos dias 7, 8 e 9 de Fevereiro, em Viana do Castelo.

Dos três candidatos que se apresentaram, Miguel Pinto Luz fica pelo caminho, enquanto Rui Rio e Luís Montenegro irão a votos para que se decia, no próximo sábado, quem será o presidente do PSD nos próximos dois anos.

Luís Montenegro foi figura de proa na Assembleia da República, na defesa do governo PSD/CDS-PP, e da política de cortes nos direitos e rendimentos, realizada entre 2011 e 2015.

O ex-líder parlamentar dos sociais-democratas foi um dos rostos da derrota do governo do PSD e do desespero que se seguiu no partido, que tardou em acordar para a nova realidade política resultante das eleições legislativas de 2015. Ainda na anterior legislatura, foi protagonista no ataque político a medidas como o aumento extraordinário de pensões, a gratuitidade dos manuais escolares ou a reposição de salários e feriados.

O actual presidente do PSD, Rui Rio, prossegue uma linha de orientação mais subtil na tentativa de afastar o PS da dependência dos partidos à sua esquerda mantendo o mesmo objectivo estratégico. Aliás, objectivo que ficou bem patente no apoio que o PSD deu ao anterior governo em questões como a legislação laboral e na tentativa de desvalorização de importantes avanços sociais alcançados, como por exemplo a redução do valor dos passes sociais.

 

Tópico