Mensagem de erro

|SEF

É urgente o reforço de inspectores do SEF no Porto

O fluxo de passageiros no aeroporto do Porto está a provocar uma sobrecarga de trabalho aos inspectores em serviço, que reivindicam falta de recursos humanos para dar resposta às necessidades.

CréditosJOSÉ COELHO / Agência LUSA

A denúncia foi feita esta segunda-feira por Acácio Pereira, presidente do Sindicato da Carreira de Investigação e Fiscalização (SCIF) do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), que, em declarações à Lusa, explicou que «a situação é crítica».

O sindicalista refere ainda que «os inspectores do Aeroporto Francisco Sá Carneiro estão exaustos devido às condições de trabalho demasiado exigentes durante os turnos. Falam ainda em pressão constante por parte dos passageiros dadas as longas filas de espera para o controlo».

A situação agravou-se recentemente por força da saturação do Aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, que, de acordo com o dirigente sindical, «faz com que muitos destes [voos] estejam a ser deslocados para o Porto. E, não tendo os recursos do SEF aumentado em proporção, estão agora a replicar-se no Francisco Sá Carneiro os problemas sentidos até há pouco tempo em Lisboa».

Neste sentido, o sindicato exige um reforço urgente do número de inspectores, uma vez que a situação tende a agravar-se no final do ano, em que aumenta consideravelmente o fluxo de passageiros nos aeroportos.

Acácio Pereira alerta ainda que só será «possível combater o auxílio à imigração ilegal, a falsificação de documentos e o tráfico e exploração de seres humanos com a abertura de novos concursos para inspectores, os quais tenham por base um levantamento sério e rigoroso das necessidades» do SEF.

Os inspectores do SEF no Norte reúnem-se ao final da tarde de hoje, no aeroporto, numa assembleia regional extraordinária que se debruçará sobre a falta de efectivos tanto na infra-estrutura aeroportuária como nas demais unidades orgânicas da região.



Com agência Lusa

Tópico