|Banca

Bancos livraram-se de mais de 3000 trabalhadores entre 2020 e 2021

O Banco de Portugal informou esta quinta-feira que as instituições bancárias que operam em Portugal «reduziram» mais de 3000 trabalhadores e fecharam acima de 350 agências nos últimos dois anos. 

Créditos / radioregional.pt

Segundo o Banco de Portugal (BdP), em 2021 havia um total de 58 859 trabalhadores nos bancos que operam em Portugal (considerando a actividade interna e externa), menos 3027 do que em 2020 e o número mais baixo desde o início da série, em 1990.

Em Portugal trabalhavam 43 726 pessoas em 2021, menos 2163 do que os 45 889 de 2020 e também o número mais baixo desde o início da série. O valor mais alto foi atingido em 1995, com 61 885 trabalhadores. À actividade externa dos bancos estavam afectos 15 133 trabalhadores no ano passado, contra 15 997 no ano anterior. É o valor mais baixo desde 2005.

Em termos de agências no nosso país, os bancos tinham 3530 em 2021, menos 297 do que as 3827 que existiam em 2020 e o valor mais baixo desde 1993 (ano em que havia 3129 agências). O maior número de balcões em Portugal foi atingido em 2010, com 6453 balcões.

Segundo o BdP, os dados hoje publicados revelam «um reforço das alterações ocorridas nas últimas duas décadas», destacando o recurso aos meios electrónicos para a realização de transacções bancárias.

Certo é que tanto os despedimentos como o encerramento de agências, que nalguns casos deixaram a população sem serviços bancários no raio de alguns quilómetros, impulsionaram os lucros registados pela banca nos últimos dois anos. A receita completa-se com a precariedade, como se denunciou no Santander Totta, em 2021, acusado de recorrer a trabalho temporário para substituir trabalhadores despedidos, e foram 1175 os que saíram do banco, m 2021. Esta quinta-feira, o Santander Totta anunciou lucros de 241,3 milhões de euros no primeiro semestre do ano, uma subida de 196,5% face a igual período de 2021. Ontem, foi a vez de o BCP anunciar lucros de 74,5 milhões de euros no primeiro semestre, multiplicando por mais de seis o resultado obtido no período homólogo.


Com agência Lusa

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui