|cuidados de saúde

É «urgente» construir o centro de saúde de Santiago do Cacém

Realizou-se esta sexta-feira uma tribuna pública que deu voz às reivindicações das populações que exigem melhores cuidados de saúde para o concelho e para a região do Litoral Alentejano.

Créditos / radiosines.com

O mote partiu da Comissão de Utentes dos Serviços Públicos do Concelho de Santiago do Cacém e estiveram presentes dezenas de pessoas no Jardim Público, em frente à Câmara Municipal, a manifestar a sua preocupação com a situação dos cuidados de saúde da região.

Entre utentes, autarcas e profissionais de saúde, na tribuna exigiu-se ao Governo e ao Ministério da Saúde a construção urgente do centro de saúde de Santiago do Cacém, a reparação da extensão de saúde de Vila Nova de Santo André e a reabertura das extensões de saúde de Deixa-o-Resto, São Bartolomeu da Serra e São Francisco da Serra.

Dinis Silva, da comissão de utentes, fez questão de alertar para «a falta de profissionais de saúde no Hospital do Litoral Alentejano (HLA)», o que «atrasa as consultas de especialidade», pelo que se exige «a contratação de mais médicos, enfermeiros, auxiliares, técnicos de diagnóstico e terapêutica».

Para além disso, as populações pretendem que seja possível recolher-se amostras para análises clínicas no centro de saúde de Santiago do Cacém, que seja colocado um médico pediatra no serviço de urgência pediátrica do HLA, 24 horas por dia, e ainda que se diligencie o cumprimento integral dos tempos máximos de resposta garantidos nas consultas e cirurgias no referido hospital.

No fim da tribuna, foi ainda aprovada, por unanimidade, uma resolução pelos presentes que será enviada ao Governo e à Assembleia da República.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui