|Síria

Exército sírio liberta mais de 60 localidades em Idlib

Com o apoio da aviação russa, o EAS conseguiu, nas últimas 72 horas, retomar o controlo de mais de 60 terras na província de Idlib, incluindo a simbólica Kafr Nabl – a «fábrica» das faixas da «revolução».

Nas últimas 72 horas, o EAS libertou mais de seis dezenas de localidades da província de Idlib
Nas últimas 72 horas, o EAS libertou mais de seis dezenas de localidades da província de Idlib Créditos / Tasnim News

Esta quarta-feira, unidades do Exército Árabe Sírio (EAS) libertaram Kafr Ouaid, considerada uma cidade estratégica, e mais 15 aldeias a oeste e sudoeste da cidade de Maarat an-Numan, infligindo pesadas baixas entre as fileiras dos terroristas da Hayat Tahrir al-Sham e outros grupos afins, apoiados pela Turquia.

Já hoje, a agência SANA anunciou a libertação de sete aldeias na Planície do Ghab, no Norte da província de Hama, junto à fronteira com a de Idlib: Tanjara, al-Ankawi, al-Huwash, al-Howeijeh, al-Amiqa, Shirmaghar e al-Arima.

Uma das cidades reconquistadas nestes últimos dias é Kafr Nabl, onde era comum aparecerem, sob domínio dos grupos terroristas, grupos de homens e mulheres (vestidas de negro e só com os olhos à mostra) a exibir faixas em inglês e árabe a favor da «revolução» da... al-Qaeda.

A propósito da reconquista da localidade, o escritor e académico australiano Tim Anderson, membro da plataforma Hands Off Syria, escreveu no Twitter: «Parece que a fábrica das faixas em Kafr Nabl, Idlib, foi encerrada.»

Grande ataque terrorista a Saraqib

A mesma fonte revela que as diversas unidades do Exército fizeram frente a um grande ataque lançado pelos grupos terroristas referidos, com o apoio da Turquia, a oeste da cidade estratégica de Saraqib, localizada na intersecção entre as auto-estradas que ligam Alepo a Damasco (M5) e Alepo a Latakia (M4).

Os terroristas usaram dezenas de bombistas-suicidas e carros-bomba na operação, que teve a cobertura da artilharia turca, segundo a agência estatal síria, que informa que o EAS destruiu múltiplas viaturas blindadas e causou pesadas baixas aos terroristas.

Por seu lado, a RT indica, com base em informação divulgada pela agência TASS, que o EAS repeliu com êxito os ataques à cidade de Saraqib, que foi reconquistada pelo EAS a 5 de Fevereiro último e na qual prosseguem as operações de desminagem e preparação para o regresso da população civil.

A notícia posta a circular por alguns meios de comunicação turcos de que os «rebeldes» tinham reconquistado a cidade na província de Idlib «não está sincronizada com a realidade», revelou uma fonte militar no terreno, esta quinta-feira.

No entanto, há notícias contraditórias sobre a situação actual de Saraqib. Numa informação de última hora, a agência SANA refere que grupos terroristas conseguiram chegar à auto-estrada Alepo-Damasco, que foi cortada devido aos fortes combates que ali travam com as unidades do EAS.

Tópico