|precariedade

Trabalhadores temporários da NOS exigem integração

Os trabalhadores da empresa de trabalho temporário RHmais, ao serviço da NOS Comunicações, estão em greve esta quarta-feira. Exigem aumentos salariais e a integração nos quadros da operadora.

Trabalhadores da RHmais no piquete de greve
Trabalhadores da RHmais no piquete de greveCréditos / Sinttav

A greve de 24 horas foi convocada pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores das Telecomunicações e Audiovisual (Sinttav/CGTP-IN), dando continuidade aos dois dias de greve já cumpridos a 24 e 31 de Dezembro passado.

Durante esta manhã, os trabalhadores realizaram o piquete de greve junto à entrada do edifício da NOS em Campanhã, no Porto, além de ter sido realizada uma concentração de protesto às 10h30.

Os trabalhadores exigem «salários justos compatíveis com o nível elevado de responsabilidades exigidas nas suas funções», melhores condições de trabalho, como horários estáveis, e o fim dos vínculos precários, com a «integração nos quadros efectivos da empresa utilizadora NOS».

«Os serviços prestados todos os dias, meses e anos não se identificam com períodos de excesso de serviço, tarefas ocasionais ou temporárias, mas sim serviços permanentes e imprescindíveis para a empresa», salienta.

O Sinttav reitera ainda que os trabalhadores não desistirão «de lutar até que as suas reivindicações sejam consideradas com o início de um diálogo sério e construtivo», visto que «a desvalorização do seu trabalho há anos seguidos atingiu os limites máximos (...) para quem trabalha mas que continua a viver sempre na pobreza».

Tópico