|sector metalúrgico

Indemnizações na UMA chegam após insolvência em 2016

Foi a luta e a organização dos trabalhadores da União Metalomecânica de Arraiolos (UMA) que permitiu a recuperação da dívida de salários em atraso e outros créditos, referem as estruturas sindicais.

Os antigos trabalhadores da UMA, empresa da indústria metalomecânica com insolvência declarada em Junho de 2016, receberam em Novembro os seus créditos, informou o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul (SITE Sul/CGTP-IN).

Ao longo de vários anos foram desenvolvidas por esta estrutura sindical e pela União de Sindicatos de Évora (CGTP-IN) várias acções de luta para que a situação fosse resolvida, com o objectivo de todos os trabalhadores auferirem os valores a que tinham direito.

«Finalmente, os trabalhadores receberam os salários em dívida e as indemnizações, num valor total que ultrapassa os 16 mil euros», informam agora as estruturas sindicais. Para o desfecho, reiteram que foi determinante «a unidade e organização dos trabalhadores no seu sindicato».

Tópico