|Hotelaria e turismo

Hotel Meliá Braga tenta impedir reunião de trabalhadores

A direcção do hotel recusou a cedência de um espaço para a reunião dos trabalhadores que pretendiam discutir a sua situação laboral, denunciou o Sindicato de Hotelaria do Norte.

Hotel Meliá Braga
Hotel Meliá Braga Créditos / Booking

O Sindicato de Hotelaria do Norte (CGTP-IN) decidiu promover reuniões de trabalhadores nas empresas, para «apurar melhor a situação social» em cada local de trabalho e o cumprimento de direitos, para posteriormente discutir formas de luta a adoptar, informou em nota à imprensa.

Neste sentido, enviou uma convocatória ao Hotel Meliá Braga, explorado pela Hoti Hotéis, para a realização de uma reunião de trabalhadores a 29 de Agosto, mas a direcção recusou-se a ceder o espaço, sem dar qualquer justificação.

O sindicato considerou que «o que verdadeiramente está por detrás da recusa da empresa» de permitir a realização da reunião de trabalhadores é a intenção de «impedir ou dificultar» o direito de reunião.

Declarou ainda que «não deixará de desenvolver a sua actividade» e de contactar os trabalhadores, «ainda que seja à porta da empresa» e acrescentou que esta decisão da direcção merece o seu «protesto veemente» e uma «profunda repulsa», uma vez que o direito de reunião é um direito constitucional.

Tópico