|Hotelaria e turismo

Hotel Beta Porto continua a pagar salários com atraso

Os trabalhadores do Hotel Beta Porto ainda não receberam a totalidade do salário de Janeiro. A situação dura há meses, apesar de a empresa registar uma boa ocupação ao longo do ano, denuncia o sindicato.

Apesar de ter uma boa ocupação e estar muitas vezes lotado, o Hotel Beta Porto insiste na prática de pagar os salários com atraso e em prestações
Apesar de ter uma boa ocupação e estar muitas vezes lotado, o Hotel Beta Porto insiste na prática de pagar os salários com atraso e em prestaçõesCréditos / Sindicato da Hotelaria do Norte

Em nota de imprensa, o Sindicato da Hotelaria do Norte (CGTP-IN) denuncia que o Hotel Beta Porto, detido pelo grupo Belver Hotels, «ainda não pagou a totalidade do salário de Janeiro aos trabalhadores».

A estrutura sindical volta a acusar a empresa de pagar os salários em prestações – uma situação que dura há meses –, fazendo questão de realçar que «o hotel tem uma boa ocupação, como aliás as demais unidades hoteleiras do Porto».

«A empresa continua a pagar o salário mensal às prestações, mantendo uma grande insegurança aos trabalhadores, que nunca sabem quando vão receber o salário e poder fazer face às suas despesas pessoais e familiares», afirma o sindicato.

O Sindicato da Hotelaria do Norte realça ainda que tal prática «torna a vida dos trabalhadores num autêntico inferno» e representa «uma flagrante ilegalidade e falta de respeito pelos direitos mais elementares».

​​​​Além disso, a estrutura afirma que a empresa não respeita outros direitos dos trabalhadores, como o pagamento do trabalho em dia feriado com um acréscimo de 200% e dos retroactivos da nova tabela salarial que foi publicada, com efeitos a Abril de 2018.

No documento é ainda referido que a Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT) «conhece a situação há meses», mas «ainda não actuou na empresa». De acordo com a estrutura sindical, a ACT votou o sector a um «total abandono», sendo «responsável pelo clima de impunidade geral existente».

Tópico