|Hotelaria e turismo

Salários em atraso persistem no Hotel Beta Porto

 O Sindicato da Hotelaria do Norte denuncia que o Hotel Beta Porto, apesar de ter uma boa ocupação, continua a pagar os salários em prestações, estando em falta o mês de Novembro e o subsídio de Natal.

Créditos / CC0 1.0

«O hotel não pagou ainda o salário de Novembro e os trabalhadores receiam que também não pague o subsídio de Natal até dia 15 de Dezembro, conforme determina a lei», denuncia o Sindicato de Hotelaria do Norte (CGTP-IN).

Em comunicado, a estrutura sindical classifica a situação como uma «violência» que se mantém há já vários meses e que, sobretudo numa altura do ano em que os trabalhadores mais precisam, transforma a sua vida «um inferno».

«Para além de não pagar o salário pontualmente, esta unidade hoteleira de quatro estrelas da cidade do Porto, continua a não pagar o trabalho em dia feriado de acordo com a contratação colectiva, tem trabalho clandestino, não pagou os retroactivos salariais devidos desde Abril de 2018 e mantém outras ilegalidades», acrescenta.

Por outro lado, o Sindicato de Hotelaria do Norte realça que o Hotel Beta Porto, tal como os demais hotéis da cidade, «tem uma boa ocupação durante todo o ano, pelo que não há razões económicas ou outras para não pagar o salário pontualmente e respeitar os demais direitos».

Os representantes dos trabalhadores denunciam ainda que a «inspecção ​​​​​​​do trabalho, ao não actuar na empresa, apesar de solicitada a sua intervenção há 5 meses, na prática, dá cobertura a estas ilegalidades».

Tópico