|greve

Greve nacional na Fundação Inatel pelo cumprimento do acordo de empresa

Os trabalhadores da Fundação Inatel estiveram esta sexta-feira em greve, com impactos em várias unidades hoteleiras em todo o País, pelo cumprimento do acordo de empresa e aumentos salariais.

Créditos / Sindicato de Hotelaria do Algarve

O balanço nacional, feito pela Federação dos Sindicatos de Agricultura, Alimentação, Bebidas, Hotelaria e Turismo de Portugal (Fesaht/CGTP-IN), revela uma elevada adesão à greve em várias unidades hoteleiras e serviços.

No Hotel de Vila Nova de Cerveira, dos 25 trabalhadores, apenas dois não aderiram à greve. Nesta unidade hoteleira, por força da acção do piquete de greve, a direcção do hotel viu-se obrigada a mandar para casa três trabalhadores contratados ilegalmente depois de emitido o pré-aviso, revelou a federação. Também por força do piquete de greve, 14 estagiários foram retirados das secções e recolheram às camaratas.

Por sua vez, no Hotel de Albufeira a adesão na recepção foi praticamente total e o serviço de restauração estava a ser assegurado ilegalmente por estagiários. Os sindicatos vão denunciar estas situações junto das autoridades competentes.

Os trabalhadores da Fundação Inatel caracterizam esta paralisação como «uma resposta» à «falta de sensibilidade social da administração», que recusa negociar o acordo de empresa e cumprir com a valorização das condições de trabalho e o aumento dos salários.

Tópico