|serviços públicos

Acção pela reversão das privatizações e a defesa dos serviços públicos

Sindicatos de vários sectores promovem esta terça-feira, em Lisboa, uma tribuna pública em defesa dos serviços públicos sob o lema «o público é de todos, o privado é só de alguns».

Protestos de hoje foram antecedidos nos últimos meses por dezenas de protestos de utentes por todo o País
CréditosANTONIO COTRIM / LUSA

A iniciativa, que contará com a intervenção de representantes de trabalhadores e utentes, tem como objectivo salientar o papel decisivo dos serviços públicos, das funções sociais do Estado e das empresas públicas no combate à Covid-19.

A acção pretende igualmente denunciar as limitações decorrentes das privatizações e da escassez de meios para garantir que direitos fundamentais continuam a ser assegurados, e destacar o papel dos trabalhadores e a necessidade da sua valorização.

Organizada pela Federação Nacional dos Sindicatos dos Trabalhadores em Funções Públicas e Sociais (FNSTFPS/CGTP-IN), Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Administração Local e Regional, (STAL/CGTP-IN), Sindicato dos Trabalhadores do Município de Lisboa (STML/CGTP-IN) e o Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Sector Ferroviário (SNTSF/CGTP-IN), a tribuna decorrerá a partir das 15h, nos Restauradores, em Lisboa.

A iniciativa insere-se na Semana Internacional de Luta contra as privatizações e em defesa dos serviços públicos e das funções sociais dos Estados, promovida pela União Internacional de Sindicatos dos Serviços Públicos e Similares (UIS-SP-S), estrutura da Federação Sindical Mundial (FSM).

Tópico