|CDS-PP

Nova liderança do CDS-PP comprometida com velhas políticas

O congresso dos centristas que terminou hoje em Aveiro elegeu uma nova direcção, que se mantém ligada ao património de um partido que contribuiu para a implementação, no País, de políticas de retrocesso social.

CréditosNuno Fox / Agência Lusa

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS-PP, que sai de um congresso bastante mediatizado nos grandes meios de comunicação social, que promoveram ao minuto a sua realização este fim-de-semana.

Pese embora tenha apresentado uma narrativa no sentido de propor elementos de mudança, o novo líder centrista mantém na sua estratégia os objectivos de sempre do seu partido, como o combate às «esquerdas» que passam pela negação de políticas de restituição ou conquista de direitos – elementos comuns às propostas dos outros candidatos.

A líder cessante do CDS-PP, Assunção Cristas, será substituída esta segunda-feira do cargo de deputada na Assembleia da República, por João Gonçalves Pereira, dirigente centrista que foi um dos protagonistas de uma polémica, em que promoveu o ódio sobre questões de identidade de género, quando caricaturou como «anti-família» um diploma legal do Governo, que regulamentava o uso das casas de banho e dos balneários por adolescentes que estivessem «a passar pelo processo de transição de género», previsto e permitido por lei a partir de 16 anos.

Tópico