|Banca

Lucros do Santander não param de subir desde que recebeu o Banif

Os lucros do banco subiram 5% no primeiro trimestre deste ano, depois de já terem crescido 8,6% no mesmo período de 2017 e de terem duplicado no arranque de 2016, após a resolução e entrega do Banif.

Sede do Banif, já com o logotipo do Santander Totta, a 22 de Dezembro de 2015
Sede do Banif, já com o logotipo do Santander Totta, a 22 de Dezembro de 2015CréditosMário Cruz / Agência LUSA

O banco detido pelo grupo espanhol Santander teve lucros de 130,5 milhões de euros nos primeiros três meses de 2018, mais 6,2 milhões que em igual período do ano passado.

O Santander Totta tem vindo a apresentar lucros crescentes ao longo dos últimos anos, particularmente após ter recebido o Banif do Estado português a troco de 150 milhões de euros, valor que já recuperou só com a subida dos seus resultados, depois de terem sido investidos mais de 2 mil milhões de euros em ajudas públicas ao Banif.

No primeiro trimestre de 2015, o Santander Totta, então ainda sem o Banif, anunciou lucros de 53,8 milhões de euros, o que então já significava um aumento de 27,8% em termos homólogos. Mas foi no ano seguinte, já com a integração do Banif (que arrancou no final de 2015), que se deu o grande salto: os lucros passaram para mais do dobro, 114,3 milhões.

Desde então, a política de encerramento de balcões e saída de trabalhadores ainda fez subir mais os resultados, com taxas de crescimento de 8,6% (2017) e 5% (2018).

Nas contas agora apresentadas já se incluem os proveitos com a integração do ex-Banco de Popular, comprado pelo grupo espanhol pelo valor simbólico de um euro.

Tópico