|PEV

Jovens ecologistas acampam «pela sustentabilidade do planeta»

São Torpes acolhe, de hoje a domingo, jovens comprometidos com o ambiente e um desenvolvimento sustentável. O combate à poluição e ao plástico ou a aposta nos transportes públicos são alguns dos motes.

Membros da Ecolojovem numa acção de denúncia da Central de AlmarazCréditos / Ecolojovem

Há 25 anos que os jovens ecologistas – desde a fundação da Ecolojovem – realizam o seu acampamento anual, aproveitando para, a partir dos problemas locais, apresentar as soluções sustentáveis e de defesa do planeta.

Na edição deste ano, a escolha do local não foi um acaso. São Torpes (município de Sines) situa-se numa região de particular importância para a produção hidroeléctrica – de baixo custo e sustentável – a partir das suas conhecidas ondas. Para além disso, todo o Alentejo litoral confronta-se hoje com problemas e especificidades que merecem, segundo os ecologistas, atenção por parte do poder político.

Em declarações ao AbrilAbril, Tiago Aldeias, dirigente da Ecolojovem e candidato pela CDU às próximas eleições legislativas, afirmou que são muitas as questões a que querem dar atenção durantes estes dias, como sejam «o combate ao despovoamento, à poluição dos oceanos e ao uso excessivo e desnecessário do plástico».

Para Os Verdes é mais actual do que nunca reiterar o alerta para a poluição dos oceanos, em particular com os plásticos, que é uma «batalha dos Verdes há vários anos, que desde os anos 90 se batem pela redução de embalagens excessivas e desencessárias em bens e produtos».

O candidato lembra que esta é uma zona do distrito de Setúbal que carece de muito investimento ao nível dos transportes públicos, nomeadamente na ferrovia, mas não só. A aposta nos transportes públicos é fundamental para o desenvolvimento de um País mais sustentável, assinala.

Para Tiago Aldeias, «o despovoamento que se verifica, por exemplo, nos concelhos de Grândola e Santiago do Cacém, mesmo com o empenho das autarquias na melhoria das condições de vida, não se alterará sem que se resolvam problemas com os serviços públicos, como o difícil acesso à Saúde». O jovem ecologista lembra que, a título de exemplo, «o Hospital do Litoral Alentejano está a precisar de grandes investimentos e de recursos humanos».

E quando está «colocada em cima da mesa a ligação ferroviária de Sines a Espanha, [Os Verdes continuam a dizer que] importa ligar Funcheira a Beja e, depois, ligar Beja a Évora», sendo que a linha ferroviária tem também de fazer «transporte de passageiros e não [apenas] de mercadorias».

Sendo um «acampamento de jovens», a iniciativa contará com inúmeras actividades lúdicas, as quais lançam desde já o mote para as eleições legislativas de Outubro.

Entre as actividades previstas estão a realização de uma acção de limpeza de praias, de jogos tradicionais, de uma iniciativa cultural ou um sunset verde.

José Luís Ferreira, deputado à Assembleia da República e candidato da CDU, participará na conversa a realizar pelos ecologistas sobre a «sustentabilidade do planeta».

Tópico