|comunicação social

Lucros e poder mediático seduzem Altice

Dona da PT/MEO compra grupo da TVI por 440 milhões

A Altice chegou a acordo para a compra da Media Capital, dona da TVI, da Rádio Comercial e de outros meios, por 440 milhões de euros, num momento em que na PT/MEO se luta pelos postos de trabalho.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/imgonline-com-ua-resize-1qp7pytwpyxy7tf_0.jpg?itok=1omOGYic
A televisão é o principal negócio da Media Capital, tanto pela TVI como através da produtora Plural
A televisão é o principal negócio da Media Capital, tanto pela TVI como através da produtora PluralCréditosAntónio Cotrim / Agência LUSA

O anúncio foi feito esta manhã em comunicado à Comissão de Mercado e Valores Imobiliários, depois de assinado o acordo de compra e venda entre a PT/MEO e a empresa espanhola Prisa, detentora de 94,69% da Media Capital. A Altice vai ainda pagar 11,5 milhões de euros pelo restante capital disperso em bolsa.

A intenção da Prisa em vender a Media Capital era há muito conhecida e, nas últimas semanas, vinha sendo apontada a Altice como provável compradora. A empresa francesa comprou a PT Portugal à operadora brasileira Oi, em 2015, por 5,6 mil milhões de euros. A venda foi apadrinhada pelo anterior governo, particularmente pelo ministro da Economia, Pires de Lima, que classificou a operação como «seguramente boa para a economia portuguesa».

Na altura, a Altice assegurou, publicamente e, em privado, ao ministro, que não iria desencadear despedimentos colectivos e que respeitaria os sindicatos da PT. A verdade é que, dois anos depois, a notícia de compra de um dos grandes grupos de comunicação portugueses surge num momento em que se têm repetido protestos por parte dos trabalhadores da empresa, com uma greve agendada para 21 de Julho.

Altice «descarta» trabalhadores da PT Portugal

Segundo o Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT/CGTP-IN), está em causa a possibilidade de os trabalhadores serem «descartados» para uma empresa do exterior, perdendo direitos em formação, e mais tarde, a curto prazo, podendo «vir a ser despedidos ou retransmitidos pela nova empresa».

A 30 de Junho, a PT Portugal anunciou internamente que iria transferir 118 funcionários para empresas do grupo Altice e Visabeira, esta última parceira histórica da operadora de telecomunicações, cujo processo estará concluído no final deste mês.

No início do mês passado, a operadora já tinha anunciado a transferência de 37 trabalhadores da área informática da PT Portugal para a Winprovit.

Altice quer poderosa e lucrativa presença nos media

A Media Capital detém a TVI, a Media Capital Rádios (Rádio Comercial, M80, Smooth FM e Rádio Cidade), a produtora audiovisual Plural, a editora discográfica Farol e a Media Capital Digital (com várias páginas na internet a alimentar o portal iol).

Entre 2012 e 2016, a empresa registou lucros superiores a 78 milhões de euros. No mesmo período, reduziu o número de trabalhadores em 15% e a massa salarial em 20% (cerca de 8 milhões de euros).

Para além de lucrativa, a Media Capital permite ainda à Altice adquirir um poderoso instrumento mediático: a TVI é líder de audiências e as rádios do grupo têm dividido a liderança com as estações da Renascença.

A PT, criada com o objectivo de entregar aos privados as telecomunicações portuguesas (depois da cisão dos CTT), foi alvo de cinco processos de privatização, entre 1995 e 2000. Em 2014, a PT e a brasileira Oi fundiram-se, num processo que ficou marcado pelos 900 milhões de dívida da Rio Forte (Grupo Espírito Santo, que era um dos accionistas de referência da PT) subscrita pela empresa portuguesa.

Tópico

0 Comentários

no artigo "Dona da PT/MEO compra grupo da TVI por 440 milhões