|União Europeia

Governo divulgou ontem a decisão

Candidatura para a Agência Europeia do Medicamento escolhe o Porto

A Invicta foi a cidade escolhida para a candidatura portuguesa para acolher a sede da Agência Europeia do Medicamento, decidiu o Conselho de Ministros, na sua reunião de quinta-feira.

https://www.abrilabril.pt/sites/default/files/styles/jumbo1200x630/public/assets/img/av_aliados_5_porto_1.jpg?itok=RcarOv4T
A Agência Europeia do Medicamente vai abandonar Londres, devido à saída do Reino Unido da União Europeia
A Agência Europeia do Medicamente vai abandonar Londres, devido à saída do Reino Unido da União EuropeiaCréditos

A decisão foi tomada depois de «ponderada toda a informação recolhida pela Comissão de Candidatura Nacional», indica o comunicado emitido no final da reunião do Executivo. «O Porto é a cidade portuguesa que apresenta melhores condições para acolher a sede» da Agência Europeia do Medicamento (AEM), refere o documento divulgado ontem à tarde.

A relocalização da AEM, actualmente sedeada em Londres, decorre do processo de saída do Reino Unido da União Europeia, que levará ainda à saída da Autoridade Bancária Europeia. A AEM emprega actualmente cerca de 900 trabalhadores.

O prazo para entrega das candidaturas termina no final de Julho e quase todos os estados-membros devem indicar cidades para uma ou ambos os organismos. No caso da AEM, são já conhecidas as candidaturas de Amesterdão (Holanda), Barcelona (Espanha), Copenhaga (Dinamarca), Estocolmo (Suécia), e Lille (França). A imprensa alemã noticiou, há um mês, um eventual acordo entre a Alemanha e a França para dividirem a localização das sedes das duas agências, até agora, sedeadas em Londres.

A revista de informação económica Wirtschaftswoche apontou que o acordo passa pela transferência da sede da AEM para Lille e da Autoridade Bancária Europeia para Frankfurt, a cidade alemã que acolhe o Banco Central Europeu. Para além da cidade germânica, são conhecidas as candidaturas da cidade do Luxemburgo, de Paris e de Praga.

Apesar de um eventual acordo franco-germânico, a escolha das novas cidades-sede para as duas agências caberá, em última análise, aos 27 estados-membros, através de voto secreto, em Outubro.

É agora esperada a formalização da candidatura portuguesa, tendo sido criada alguma expectativa no sentido de verificar se esta garante condições favoráveis para a instalação da AEM no Porto e o interesse nacional.

Tópico

0 Comentários

no artigo "Candidatura para a Agência Europeia do Medicamento escolhe o Porto