|AML

«Seguramente, vá de transportes», AML lança campanha

A Área Metropolitana de Lisboa (AML) produziu uma campanha de promoção e incentivo à utilização de transportes públicos, com base num conjunto de medidas de segurança e higienização. 

CréditosTiago Petinga / Agência Lusa

Utilização obrigatória de máscara de protecção individual, limites de lotação em todos os transportes, compra antecipada de títulos, limpeza, higienização e arejamento dos veículos são o foco central da campanha lançada esta terça-feira.

«Seguramente, vá de transportes» é o lema da iniciativa, que se prolonga pelo mês de Junho e engloba um reforço da oferta do transporte colectivo, nomeadamente de autocarros, em particular desde o dia 18 de Maio – data em que se iniciou a segunda fase de desconfinamento, com o regresso das aulas presenciais para os alunos do 11.º e 12.º anos, e do 2.º e 3.º anos dos cursos profissionais e a reabertura de diversos sectores económicos.  

«Em articulação com as autarquias, operadores e Governo, a Área Metropolitana de Lisboa continuará a avançar com as medidas que respondam às necessidades de mobilidade da população, de forma fiável e em segurança», lê-se num comunicado da Câmara Municipal de Setúbal.

A autarquia frisa que, «nesta fase de previsível aumento da procura», a oferta do serviço rodoviário será «alvo de aumentos contínuos ao longo das próximas semanas».

No caso concreto do concelho sadino, foram reactivadas as carreiras 208, entre Quinta do Conde e Sesimbra, via Vila Nogueira de Azeitão; 758, que faz o percurso entre Lagameças e Setúbal; 764, que liga Águas de Moura e Setúbal, e 770, entre Quinta do Conde e Setúbal, via Pinhal de Negreiros.

«Foram igualmente reforçados os horários das carreiras 123, 133, 201, 203, 211, 222, 227, 229, 230, 240, 247, 318 e 709, e a extensão do percurso da carreira 601, entre o Mercado do Livramento e as Manteigadas», refere-se na nota.

Dando seguimento às reivindicações dos utentes, o Município informa que foram igualmente repostas as carreiras de Setúbal com destino a Lisboa, via Ponte 25 de Abril, com paragens no Areeiro, Cidade Universitária e Marquês de Pombal.

Salienta ainda que a oferta disponibilizada no acesso às escolas «pode vir a sofrer ajustes de acordo com as necessidades identificadas», através de um trabalho de parametrização conjunto entre operadores, agrupamentos de escolas, câmaras municipais e AML.

Tópico