|Seixal

Famílias de cinco nacionalidades reúnem-se à mesa com a «Família do Lado»

Seis famílias de Cabo Verde, China, Portugal, Angola e São Tomé e Príncipe vão sentar-se para almoçar este domingo, no Seixal, no âmbito do projecto «Família do Lado».

Créditos / Câmara Municipal do Seixal

O almoço intercultural está agendado para as 13h e a Câmara Municipal do Seixal revela num comunicado como se vai processar o intercâmbio e o respectivo cardápio. Um dos pares de famílias reúne à mesa cabo-verdianos, chineses e portugueses. A família anfitriã recebe uma família chinesa, que já tem filhos portugueses, e à mesa terão cachupa e várias especialidades chinesas.

O segundo par junta portugueses com angolanos, pelo que haverá sopa de cação, arroz de conquilhas e muamba. Constituído por famílias portuguesas e santomenses, o último par será servido com comida de ambas as nacionalidades.

Promovida pelo Alto Comissariado para as Migrações, em conjunto com entidades públicas e privadas, a «Família do Lado» é uma iniciativa transnacional cujo objectivo é promover estratégias para a integração dos imigrantes e refugiados na sociedade portuguesa, ao mesmo tempo que contribui para a construção de uma imagem positiva em torno da diversidade cultural.

Desta forma, refere a nota da autarquia, «uma família aceita acolher em sua casa uma outra família que não conheça, constituindo-se pares de famílias (uma imigrante ou refugiada e outra autóctone) para a realização de um almoço-convívio típico da cultura da família anfitriã».

A Câmara do Seixal observa que, desde 2012, Portugal é um dos países que reúne um maior número de participantes em torno da diversidade – 4345 pessoas, correspondentes a 1463 famílias (782 imigrantes e 683 autóctones), envolvendo mais de 60 nacionalidades em 91 concelhos de Portugal.

Tópico