|Vietname

Vietname há 20 dias sem novos casos de Covid-19

O Vietname aumentou para 20 o número de dias seguidos sem detectar novos contagiados com o SARS-CoV-2. Dos 271 doentes registados no país asiático, 232 recuperaram e apenas 39 se mantêm activos.

Embora tendo de cumprir 15 normas para impedir a propagação da Covid-19, as escolas de todos os níveis de ensino reabriram no Vietname esta segunda-feira, sinal da confiança do país asiático no controlo da epidemia
Embora tendo de cumprir 15 normas para impedir a propagação da Covid-19, as escolas de todos os níveis de ensino reabriram no Vietname esta segunda-feira, sinal da confiança do país asiático no controlo da epidemia Créditos / Lowy Institute

Os 232 que já estão em suas casas ou ainda cumprem uma quarentena preventiva de duas semanas representam mais de 85% dos casos do novo coronavírus no país, desde que começaram a ser detectados, há quase três meses.

Para estas estatísticas – informa a Prensa Latina – contribuiu o facto de terem recebido alta, ontem de manhã, 11 pacientes internados no Hospital Nacional de Doenças Tropicais, em Hanói. Outra boa notícia foi o levantamento da quarentena de quatro semanas a que foi submetida a aldeia de Ha Loi, nos arredores da capital, depois de nos últimos 21 dias não terem sido detetectadas pessoas infectadas na localidade.

Entre os 232 considerados recuperados encontra-se uma idosa de 88 anos, cuja vida esteve em risco, uma vez que, além da idade avançada, sofria de problemas respiratórios e foi hospitalizada por esse motivo no dia 17 de Março. Uma semana depois, foi-lhe detectado o vírus SARS-CoV-2 e entrou em estado de coma.

Graças à assitência hospitalar, hoje está livre do vírus, os seus sinais vitais são estáveis e está em fase de franca recuperação, refere a agência cubana, que destaca este caso como exemplo do nível da atenção que é devotada pelo serviço de saúde vietnamita aos pacientes mais velhos.

A maior parte dos 39 pacientes de Covid-19 ainda dados como activos revela um estado de saúde estável. Mais de duas dezenas já tiveram resultado negativo uma ou duas vezes nos testes de detecção do vírus, sendo de esperar que o número de recuperados aumente nos próximos dias.

Sob observação em centros médicos especializados ou a cumprir períodos de quarentena preventiva em suas casas estão mais de 25 mil pessoas, por terem tido contacto com doentes ou terem estado em locais onde as pessoas infectadas com SARS-CoV-2 estiveram antes.

Reabertura das escolas e pensamento na «fase pós-pandemia»

Ontem, o primeiro-ministro vietnamita, Nguyen Xuan Phuc, disse que a prioridade do país continua a ser a contenção da Covid-19, mas que «é necessário pensar e trabalhar na reactivação da economia na fase pós-pandemia».

Na reunião mensal do executivo, Xuan Phuc congratulou-se com o facto de o país do Sudeste Asiático estar entre os que registam uma das taxas mais baixas de doentes de Covid-19 por milhão de habitantes (três), ter menos de 300 casos casos registados e nenhum falecido. Pediu, no entanto, aos cidadãos que se mantenham alerta sobre a situação epidemiológica.

O Vietname tem vindo a abrandar, em grande parte do território, a aplicação de medidas de distanciamento físico e outras relativas à contenção da doença. Para a semana, está prevista uma nova reunião do executivo para tomar novas decisões sobre a matéria.

Na segunda-feira, foram reabertas as escolas de todos os níveis de ensino. Apenas nalgumas cidades e metrópoles como Hanói e Cidade de Ho Chi Minh, onde existe algum risco de contágio, se mantiveram fechadas as creches e as escolas primárias.

O Ministério da Formação e Educação estabeleceu 15 normas que têm de ser obrigatoriamente cumpridas, de forma a evitar a propagação da doença nos estabelecimentos de ensino – que passam, nomeadamente, pela desinfecção dos espaços, o uso de máscaras e termómetros, a instalação de mais lavatórios e a colocação das mesas, nas salas de aula, a uma distância maior.

Tópico