|Uruguai

Operação Milagre beneficiou 75 mil uruguaios no Hospital José Martí

O Hospital Oftalmológico José Martí, em Montevideu, realizou 75 mil cirurgias nos seus dez anos de existência, no âmbito da Operação Milagre, revelou esta sexta-feira a directora do centro hospitalar.

Tendo começado na Venezuela, a Missão Milagre chega hoje a dezenas de países na América Latina, Caraíbas, África e Ásia
Tendo começado na Venezuela, a Missão Milagre chega hoje a dezenas de países na América Latina, Caraíbas, África e ÁsiaCréditos / misionmilagro.gob.ve

De todas as intervenções cirúrgicas realizadas, 50 mil incidiram em pacientes afectados por cataratas. A directora do centro, Sandra Medina, disse aos jornalistas que, desde a entrada em funcionamento do hospital, em 2007, deixou de haver casos de perda de visão motivados pela doença referida.

Neste hospital, onde trabalha uma brigada médica de especialistas cubanos, realizam-se todos os meses cerca de 600 intervenções cirúrgicas, sendo ainda atendidos no serviço de consultas 4500 pacientes filiados na Administração dos Serviços de Saúde do Estado (ASSE), explicou a directora, citada pela Prensa Latina.

Salientando que o centro hospitalar constitui uma referência a nível nacional no tratamento de patologias oftalmológicas e que dispõe de equipamento de alta tecnologia, Medina disse ainda que, última década, ali receberam atendimento mais 450 mil uruguaios com baixos recursos e que 175 mil ali foram examinados.

Sobre as perspectivas futuras da instituição hospitalar, a especialista uruguaia, disse ser seu objectivo chegar a todo o país, por via da abertura de pólos regionais para o atendimento aos pacientes, nos quais não serão tratadas todas as patologias, mas onde serão realizadas as cirurgias mais comuns.

A Operação Milagre chegou ao Uruguai em 2005 como parte de um acordo com Cuba para reverter a primeira causa de cegueira reversível no país, as cataratas. O Hospital Oftalmológico José Martí começou a funcionar em Novembro de 2007, com a colaboração de técnicos cubanos.

O projecto humanitário Missão Milagre ou Operação Milagre foi instituído em 2004, por iniciativa dos governos de Cuba e da Venezuela, no âmbito dos programas de integração dos povos da América Latina, com o propósito de tornar possível que pessoas com baixos recursos sejam operadas a diversos problemas de carácter oftalmológico.

Tópico