|Palestina

Israel prepara-se para desalojar 400 palestinianos em Jerusalém Oriental

As autoridades de ocupação israelitas emitiram uma ordem de expulsão de suas casas para cerca de 400 palestinianos no bairro Sheikh Jarrah, em Jerusalém Oriental.

Manifestação contra o desalojamento de famílias palestinianas de Sheikh Jarrah () imagem de arquivo
Manifestação contra o desalojamento de famílias palestinianas de Sheikh Jarrah () imagem de arquivo CréditosFaiz Abu Rmeleh / Anadolu

Fakhri Abu Diyab, especialista em assuntos de Jerusalém, informou que as autoridades israelitas emitiram uma ordem de evacuação de 28 edifícios, albergando 80 famílias palestinianas, para os entregar a colonos judeus, que, por sua vez, os irão converter em instalações militares, revelou esta segunda-feira o MPPM (Movimento pelos Direitos do Povo Palestino e pela Paz no Médio Oriente).

«As alegações israelitas de que a propriedade dos edifícios pertence aos colonos judeus são infundadas», disse Abu Diyab, citado pelo Middle East Monitor, explicando que as famílias palestinianas têm vivido nas suas casas desde 1956.

Acrescentou que «a decisão da ocupação israelita é um crime e uma agressão que visa esvaziar a cidade dos seus residentes palestinianos e criar um desequilíbrio demográfico que favorece os colonos».

Sheikh Jarrah é um bairro residencial palestiniano situado dois quilómetros a norte da Cidade Velha de Jerusalém e, como toda a parte oriental da cidade, está sob ocupação israelita desde 1967, sofrendo os efeitos da política de Israel de forçar a substituição da população autóctone palestiniana por colonos judeus, explica o MPPM.

Entre 1 de Janeiro e 31 de Outubro deste ano, as forças israelitas demoliram 107 casas palestinianas em Jerusalém ocupada, desalojando 340 pessoas, incluindo 176 menores, segundo dados recolhidos e divulgados pela B’Tselem, organização de direitos humanos israelita para os territórios ocupados.

No mesmo período, as forças israelitas demoliram na Margem Ocidental ocupada (sem contar com Jerusalém Oriental) 111 casas, desalojando 458 pessoas, 228 das quais menores.

O mesmo organismo refere que, desde 2006, Israel demoliu pelo menos 1635 casas palestinianas na Margem Ocidental ocupada, deixando sem habitação 7118 pessoas, incluindo 3563 menores. A estas há que juntar, em Jerusalém Oriental, 1081 casas demolidas, 3521 pessoas sem habitação, das quais 1882 são menores.

O Conselho Superior de Planeamento de Israel aprovou recentemente a construção de mais cerca de 5000 novas unidades para colonos, elevando para 12 159 o número de unidades habitacionais para colonos aprovadas só em 2020, indica o MPPM.

Tópico