|Síria

EUA transportam dezenas de elementos do Daesh para base ilegal na Síria

Pelo menos 60 terroristas, membros do Daesh, foram transportados este domingo pelas forças norte-americanas para a base de al-Shadadi, informaram a TV nacional e a agência SANA.

O governo sírio acusa os EUA de transportarem centenas de terroristas em território sírio, que depois realizam atentados e sabotagens para continuar a desestabilizar o país árabe 
O governo sírio acusa os EUA de transportarem centenas de terroristas em território sírio, que depois realizam atentados e sabotagens para continuar a desestabilizar o país árabe Créditos / Prensa Latina

Os terroristas foram levados para a base ilegal que os Estados Unidos detêm a sul da cidade de al-Shadadi, na província de Hasaka, em dois helicópteros de transporte de soldados.

Na base, os extremistas são treinados para depois levarem a cabo acções que respondem aos planos e interesses de Washington, segundo refere a TV síria – a que a Prensa Latina faz referência.

As fontes, incluindo a agência SANA, acrescentam que o grupo foi retirado da prisão de Nafkar (na cidade de Qamishli), que é controlada pelas chamadas Forças Democráticas Síria (FDS), anti-Damasco e apoiadas por Washington.

A maioria do grupo agora transportado para a base de al-Shadadi tem nacionalidade iraquiana, saudita e tunisina, e entre eles figuram os líderes da organização responsáveis pela doutrinação, as prisões e ainda pela «Polícia» em Deir ez-Zor, refere a SANA.

Os militares norte-americanos transportaram de helicóptero nos últimos meses centenas de extremistas para as suas bases no Nordeste da Síria, que, denuncia o governo de Damasco, têm como missão desestabilizar as zonas controladas pelas autoridades, atacando unidades do Exército, civis, além de infra-estruturas ligadas ao petróleo e ao gás.

Autoridades anunciam conclusão da reparação de gasoduto sabotado por terroristas

O Ministério sírio do Petróleo e das Riquezas Minerais anunciou a conclusão das obras de reparação do Gasoduto Árabe, que na sexta-feira foi alvo de um atentado com explosivos reivindicado pelo Daesh.

O ministério referiu que as equipas técnicas conseguiram reparar as tubagens em menos de 24 horas, restabelecendo o abastecimento de gás às centrais eléctricas no Sul do país, informou a SANA.

O Daesh ou Estado Islâmico reivindicou a acção de sabotagem, que fez explodir o gasoduto entre as centrais eléctricas de Tishreen e Deir Ali, além de dois duas torres de alta tensão, na região de Harran al-Awamid, a sudeste de Damasco.

As infra-estruturas sírias ligadas ao gás, ao petróleo e à electricidade foram alvo de múltiplos atentados, por parte de forças terroristas, desde o início da guerra de agressão, em 2011, O governo sírio atribui os ataques recentes a potências hostis, que dessa forma pretendem impedir a recuperação do país.

Tópico