|França

Esquerda francesa reage mal à Legião de Honra atribuída a Jeff Bezos

No dia 16 Fevereiro, quinta jornada de mobilização nacional contra a reforma das pensões, Macron atribuiu, em segredo, ao multimilionário norte-americano a Legião de Honra, revelou o semanário Le Point.

Jeff Bezos (iamgem de arquivo) 
Jeff Bezos (iamgem de arquivo) CréditosXavier Collin / francetvinfo.fr

A peça do Le Point ontem publicado só é acessível a assinantes, mas outros meios de comunicação confirmaram a informação ali divulgada: o fundador da Amazon, actual director executivo do gigante do retalho electrónico, é Cavaleiro da Legião de Honra.

A condecoração mais importante do Estado francês foi atribuída a Bezos no passado dia 16, «numa cerimónia faustosa mas confidencial», revelam os periódicos com acesso ao Le Point.

Nesse dia, mais de um milhão de pessoas (1,3 milhão) mobilizavam-se pela quinta-vez, desde 19 de Janeiro, contra um projecto que, entre outros aspectos, prolonga a idade legal de reforma dos 62 para os 64 anos.

Os sindicatos denunciam que os franceses vão ser obrigados a trabalhar mais por menos e que a proposta governamental é «brutal, inaceitável e injusta».

Representantes da esquerda recorreram ao Twitter para expressar a sua indignação. «Emmanuel Macron entrega a Legião de Honra a Jeff Bezos, patrão da Amazon, explorador mundial e rei da optimização fiscal», criticou o deputado e secretário nacional do Partido Comunista Francês, Fabien Roussel.

Em seu entender, «a doutrina do presidente» consiste em «castigar todos os franceses e recompensar os multimilionários».

Por seu lado, Leïla Chaibi, deputada ao Parlamento Europeu pelo França Insubmissa, escreveu com ironia: «Bravo, Jeff Bezos!» E acrescentou: «Enquanto nos manifestávamos contra a sua reforma das pensões, Macron condecorou-o em nome de França por fugir aos impostos em milhares de milhões, por destruir o planeta e espiar os trabalhadores», aludindo à jornada de mobilização de 16 de Fevereiro e a várias acusações existentes contra o gigante do retalho.

Entre os membros do França Insubmissa, o deputado à Assembleia Nacional Bastien Lachaud foi outro dos que se referiram à situação, criticando Macron por atribuir a Legião de Honra a Bezos, «campeão da evasão fiscal», «saqueador de empregos e da natureza».

«Mais que nunca, o presidente dos ricos!», escreveu, criticando Macron.

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui