Com os seus salários com meses de atraso

Trabalhadores da Soares da Costa não desistem

Na Soares da Costa os trabalhadores continuam com meses de salários em atraso e sem resposta por parte da construtora. Assim, convocam nova acção de protesto para o dia 4 de Agosto em Lisboa.

Trabalhadores da Soares da Costa convocaram mais uma acção de protesto
Trabalhadores da Soares da Costa convocaram mais uma acção de protestoCréditosNuno Gonçalves

Os trabalhadores da construtora Soares da Costa continuam à espera da resposta da empresa quanto à sua viabilidade e ao pagamento de salários em atraso. Entretanto, marcam nova acção de protesto para o dia 4 de Agosto.

A administração da construtora só irá divulgar os resultados da auditoria, pedida pelos três maiores credores da empresa, esta semana, sem especificação do dia, afirmou à imprensa o representante da Comissão de Trabalhadores, José Martins.

Actualmente, a maior parte dos trabalhadores da Soares da Costa em Portugal estão com salários em atraso há cinco meses, e em Angola há oito meses.

Como não obtiveram uma resposta no tempo previsto quanto ao futuro da Soares da Costa, nomeadamente quanto à sua insolvência ou viabilidade económica, e aos salários em atraso, José Martins afirmou que os trabalhadores vão manifestar-se novamente no dia 4 de Agosto, frente ao Ministério da Economia, em Lisboa.

«Agora, independentemente da solução apresentada, vamos até Lisboa mostrar a nossa indignação», sublinhou o representante da Comissão de Trabalhadores.