|lutas sindicais

Trabalhadores da limpeza do Aeroporto de Lisboa em greve

A adesão à greve dos trabalhadores de limpeza industrial do Aeroporto de Lisboa, que se realiza hoje, já chegou, no segundo turno, aos 70%.

Está marcada uma concentração às 11h de segunda-feira, no aeroporto de Lisboa, junto às chegadas, do lado do metro
Está marcada uma concentração às 11h de segunda-feira, no aeroporto de Lisboa, junto às chegadas, do lado do metroCréditosxuaxo / Wikimedia Commons

A greve de 24 horas, que começou às 0h de hoje e foi promovida pelo Sindicato dos Trabalhadores de Serviços de Portaria, Vigilância, Limpeza, Domésticas e Actividades Diversas (STAD/CGTP-IN), já criou interferências na limpeza do Aeroporto de Lisboa, informa fonte do sindicato.

«No primeiro turno, das 00h às 8h, a adesão foi de 50%. No segundo, das 8h às 16h, já foi de 70%. A ausência dos trabalhadores fez-se notar na falta de limpeza dos wc ou das salas de embarque», referiu um dirigente sindical do STAD à imprensa nesta manhã.

Em causa está o incumprimento de normas que constam do acordo de condições específicas para o local de trabalho, do contrato colectivo de trabalho do sector, assim como do Código do Trabalho. O STAD reclama a aplicação das convenções colectivas a todos os trabalhadores em regime de laboração contínua, sem disciminações.

Os trabalhadores reclamam ainda o aumento dos salários e do subsídio de refeição «sem discriminações», classificando o valor actualmente em vigor como «uma verdadeira vergonha», refere um comunicado do sindicato.

Tópico