|Hotelaria e turismo

Salários em atraso motivam greve na Quinta da Balaia e Villas D'Água

Os trabalhadores destes empreendimentos turísticos estiveram em greve, esta segunda-feira, pelo pagamento dos salários em atraso, feriados e folgas trabalhadas.

Créditos / Sindicato da Hotelaria do Algarve

A falta de pagamento de salários e o incumprimento de outros direitos é uma realidade dos últimos anos, denuncia o Sindicato da Hotelaria do Algarve (CGTP-IN), apesar de a empresa argumentar com as consequências do surto epidémico de Covid-19.

Chegaram a ser três meses de retribuições em atraso. Actualmente, continuam em falta os salários de Agosto e de Setembro, bem como o trabalho prestado em dias de folga, razão que levou à paralisação desta segunda-feira.

Tendo sido contactado por ex-trabalhadores destes empreendimentos, o sindicato denuncia que a empresa ainda não pagou retribuições que lhes são devidas há vários anos.

Tópico