|direitos dos trabalhadores

Os trabalhadores são o activo «mais valioso» da Navigator

As organizações sindicais suspenderam negociações no grupo Navigator, com a condição de se tomarem medidas que defendam os trabalhadores nos seus direitos e garantam a sua segurança.

Trabalhadores concentrados em frente à sede do Grupo The Navigator Company
Créditos / União dos Sindicatos de Setúbal

As organizações representativas dos trabalhadores das empresas do grupo The Navigator Company aceitaram a proposta patronal de suspender o processo negocial do Regulamento de Carreiras, informou a Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas e Eléctricas (Fiequimetal/CGTP-IN) em comunicado.

«Os trabalhadores e os seus representantes concordam com a elevada gravidade da situação que vivemos e salientam que o mais importante é a empresa proteger o seu activo mais valioso: os trabalhadores e as suas famílias», pode ler-se na nota.

A estrutura sindical sublinha que a manifestação da concordância com a suspensão das negociações deve ser suportada por uma resposta escrita da empresa, em que esta garanta «que não irá, através de um acto de gestão, aplicar um plano de carreiras que não foi negociado na totalidade, nem aprovado pelos trabalhadores».

A Fiequimetal alerta que a situação «não deve ser pretexto para sonegar direitos dos trabalhadores», reduzir os seus rendimentos ou desregular os horários de trabalho.

Tópico