|greve

Greve desconvocada após cedência do Club Med da Balaia

A greve agendada para terça-feira no Club Med da Balaia, em Albufeira, foi desconvocada. Sindicato anuncia que a empresa aceitou reivindicações de reforço de pessoal e retoma de dois dias de descanso semanal.

Hotel Club Med da Balaia, em Albufeira. 24 de Fevereiro de 2017
Hotel Club Med da Balaia, em Albufeira. 24 de Fevereiro de 2017CréditosKolforn / CC BY-SA 4.0

O Sindicato da Hotelaria do Algarve (CGTP-IN) informou, através de um comunicado à imprensa, a cedência da administração do Club Med da Balaia face às reivindicações dos trabalhadores e desconvocou o protesto marcado para terça-feira, dia 22, pelo regresso do regime de dois dias de descanso semanal e pela contratação de pessoal «para colmotar insuficiência em algumas secções como na copa, na cozinha e no restaurante».

Há dois anos, a empresa decidiu «unilateralmente» retirar meio dia de descanso semanal, situação face à qual «os trabalhadores nunca se conformaram» e que «os levou a decidir partir para a greve em defesa dos direitos conquistadas», afirma o sindicato. A partir de 1 de Setembro, os dois dias de descanso semanal vão regressar ao Club Med da Balaia.

A estrutura sindical apela ainda à luta dos trabalhadores do sector «pela melhoria dos salários e das condições do trabalho», assim como «pela revogação das normas gravosas do Código do Trabalho», e critica a aliança do PS com o PSD e o CDS-PP, na Assembleia da República, para chumbar as propostas do PCP, do BE e do PEV nesse sentido.

Tópico