|enfermeiros

Enfermeiros reclamam contabilização do tempo de serviço

O Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) considera inaceitável a decisão do Governo de, agora, pretender pagar os retroactivos apenas referentes ao ano 2022.

Concentração de enfermeiros à porta do IPO de Lisboa
Concentração de enfermeiros à porta do IPO de Lisboa CréditosMIGUEL A. LOPES / LUSA

O SEP recorda que, para todos os trabalhadores da administração pública, o descongelamento aconteceu em 2018 e que a não contabilização do tempo de serviço (pontos) aos enfermeiros com Contrato Individual de Trabalho (CIT) e de apenas algum tempo aos enfermeiros com Contrato de Trabalho em Funções Públicas (CTFP) resulta numa clara situação de injustiça.

Esta posição do Ministério da Saúde determinou, segundo o sindicato, «a convocação de 9 turnos de greve distribuídos entre os dias 17, 22 e 23 aos quais deve ser acrescentado os 2 turnos já anteriormente convocados para 18 de Novembro».

Esta quarta-feira de manhã haverá nova ronda negocial entre o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses e o Ministério da Saúde.

Tópico