|Navigator Company

Elevada adesão pára produção da fábrica About the Future da Navigator

A greve dos trabalhadores da fábrica About the Future, em Setúbal, levou à paragem das unidades do papel e da transformação. Exigências passam pelo fim da discriminação salarial e melhores condições.

Piquete de greve à porta das instalações da fábrica
Piquete de greve à porta das instalações da fábricaCréditos / Site Sul

A forte adesão no arranque da greve de quatro dias, iniciada ontem e que se prolonga até à meia-noite de sábado, é confirmada numa nota do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Actividades do Ambiente do Sul (Site Sul/CGTP-IN).

O Site Sul afirma que, no primeiro turno, a forte adesão levou à paragem total da produção de papel e transformação desta fábrica da Navigator, sediada no complexo industrial de Setúbal, tendo o mesmo sucedido no turno da manhã.

Os trabalhadores contestam a discriminação salarial e exigem aumentos, com vista à aproximação aos valores praticados na fábrica na Figueira da Foz, além do direito ao pagamento de 11 feriados e de 14 prevenções por ano.

Outras reivindicações dos operários passam pelo enquadramento nas categorias que correspondem às funções efectivamente desempenhadas, a implementação de um horário máximo de 37,5 horas semanais e a atribuição de um vale mensal de combustível (65 litros de gás natural ou 55 litros de gasolina ou gasóleo).

Em Outubro passado, o grupo Navigator fechou os primeiros nove meses de 2018 com um crescimento dos lucros na ordem dos 18%, num total de 172 milhões de euros.

Tópico