|Navigator Company

Acordo na Navigator assegura redução dos tempos de trabalho

Os trabalhadores da Navigator aprovaram o novo acordo de empresa que, além da actualização salarial, prevê a redução do horário semanal e repõe o pagamento do trabalho nocturno a partir das 20h.

Trabalhadores concentrados em frente à sede do Grupo The Navigator Company
Concentração de trabalhadores da Navigator, em SetúbalCréditos / União dos Sindicatos de Setúbal

O fecho das negociações com a Navigator Company e a aprovação do acordo pelos trabalhadores, em plenário, é divulgado num comunicado da Federação Intersindical das Indústrias Metalúrgicas, Químicas, Eléctricas, Farmacêutica, Celulose, Papel, Gráfica, Imprensa, Energia e Minas (Fiequimetal/CGTP-IN).

«Mais e melhores resultados são possíveis, com mais participação dos trabalhadores nos plenários, mais unidade em torno de objectivos comuns e mais sindicalização», lê-se no documento que dá como encerradas as negociações iniciadas em Dezembro. 

Segundo a Fiequimetal, o novo AE contempla, em matéria dos tempos de trabalho, a redução do horário normal das 39 horas semanais em 2019 para as 38 horas, a partir de Janeiro de 2020, bem como prevê a reposição do pagamento do trabalho nocturno a partir das 20h, em vez das actuais 22h.

No que diz respeito a salários, a contratação colectiva prevê a actualização dos salários em 2% para executantes e de 1,5% para os quadros, bem como de vários subsídios, entre os quais o de alimentação (7,85 euros), de infantário (70 euros) e o subsídio especial atribuído a deficientes (100 euros). O acordo contém ainda actualizações de matérias sociais não incluídas no AE, como o subsídio para livros e bolsas de estudo.

Além disso, o acordo prevê a atribuição de mais um ou dois dias de folga a quem esteja há 25 ou 30 anos na empresa em regime de laboração contínua. A Navigator Company assume também o compromisso de negociar os planos de carreira entre 2 de Abril e 31 de Maio de 2019.

Tópico