Prometem continuar a luta

CaetanoBus volta a ter trabalhadores em greve

Os trabalhadores da CaetanoBus cumpriram duas horas de greve pelo aumento de salários e o fim da discriminação. Nova greve está marcada para os dias 20 e 27 de Julho.

Trabalhadores da CaetanoBus em greve e concentrados em frente à empresa
Trabalhadores da CaetanoBus em greve e concentrados em frente à empresaCréditosSite-Norte

Os trabalhadores da CaetanoBus (Grupo Salvador Caetano) voltaram a cumprir duas horas de greve e a concentrar-se frente à empresa, exigindo aumentos salariais e o fim da discriminação.

A empresa, especializada no fabrico de carroçarias e autocarros, esteve sete anos sem actualizar salários e, nos últimos três anos, tem atribuído aumentos discriminatórios. Existem trabalhadores que tiveram dez euros de aumento e outros 50 cêntimos.

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadores, Energia e Actividades do Ambiente do Norte (Site-Norte), revela que a administração havia prometido aos trabalhadores que em 2016 haveria aumentos salariais para todos. No entanto, 60% dos trabalhadores não teve qualquer aumento. Por outro lado, denuncia que se mantêm na CaetanoBus «diferenças salariais nas mesmas categorias», defendendo que seja feita uma uniformização.

Os trabalhadores já decidiram dar continuidade à luta com uma greve nos dias 20 e 27 de Julho, e, se a empresa permanecer indiferente, vão prosseguir após as férias, que terão lugar no mês de Agosto. No início de Setembro, a Comissão Sindical do Site-Norte e a Comissão de Trabalhadores vão convocar um plenário para avaliar a situação e tomar medidas.