|exploração

Altice: receitas sobem 11,6% e patronato propõe actualização salarial de 1,5%

É na apropriação da mais-valia produzida pelos trabalhadores que reside a exploração e a Altice comprova-o. Depois de ter anunciado 11,6% no crescimento das receitas desde Janeiro, o patronato propôs uma actualização salarial de 1,5% e mais 0,68€ no subsídio de refeição.

Responsáveis da Altice e da Media Capital em 14 de Julho de 2017, durante o anúncio da proposta de aquisição da TVI pelo grupo francês
Responsáveis da Altice e da Media Capital em 14 de Julho de 2017, durante o anúncio da proposta de aquisição da TVI pelo grupo francêsCréditosAntónio Pedro Santos / Agência Lusa

O comunicado é da FECTRANS e indica que a administração da Altice não tem pejo algum em roubar os trabalhadores. Segundo a estrutura sindical, «depois de ter anunciado 11,6% no crescimento das receitas desde Janeiro deste ano e de 20,3% dos lucros (antes de juros, impostos, depreciações e amortizações), a administração da Altice propôs na passada sexta-feira uma “actualização” salarial de 1,5% e mais 0,68€ no subsídio de refeição»

É importante recordar que ainda este ano a Altice esteve envolvida num escândalo de corrupção que tinha como principais acusados os seus administradores. A Altice International, onde se insere a Altice Portugal, veio rapidamente procurar lavar a cara, mas o que deixou o nome da empresa na lama foram aqueles que no final de cada ano distribuem dividendos entre si. Já os trabalhadores, esses, apresentaram-se sempre ao trabalho e deram a cara.

Ainda assim, a administração da Altice fez a tal proposta que chega a ser insultuosa. Os resultados positivos foram criados pelos trabalhadores que, segundo a FECTRANS «diariamente, com o seu empenho, dedicação e profissionalismo fazem a empresa funcionar, mas a quem a administração apenas quer distribuir “migalhas”».

É então por este motivo que a FECTRANS informou que a postura da administração «merece uma forte resposta de quem trabalha». Segundo a estrutura sindical, «os sindicatos da Frente Sindical, onde se incluem os filiados e participantes na FECTRANS (SNTCT, SINTTAV e STT) enviaram às restantes organizações uma proposta de reunião para o início de Dezembro». 

O objectivo, salienta, é partir das propostas de cada uma das estruturas sindicais para se discutir possibilidades de convergência de uma acção em defesa da valorização dos salários e condições de vidas e trabalho de todos que trabalham nas empresas do grupo Altice.
 

Tópico

Contribui para uma boa ideia

Desde há vários anos, o AbrilAbril assume diariamente o seu compromisso com a verdade, a justiça social, a solidariedade e a paz.

O teu contributo vem reforçar o nosso projecto e consolidar a nossa presença.

Contribui aqui