|Autoeuropa

Administração da Autoeuropa vai impor compensações

A Comissão de Trabalhadores da Autoeuropa afirma que a empresa pretende aplicar unilateralmente as compensações financeiras pela laboração contínua, afastando a possibilidade de acordo.

A decisão de imposição unilateral das compensações para a laboração contínua é relatada pela Comissão de Trabalhadores (CT), num comunicado datado de 18 de Maio.

Segundo a CT, após várias reuniões «não foi possível chegarmos a um entendimento, pois os valores e condições apresentadas [pela administração] continuam insuficientes, tendo em conta as expectativas dos trabalhadores».

Relatando que a administração pretende comunicar aos trabalhadores o valor da compensação, a CT afirma que, caso a posição da administração se mantenha, vai avançar com a convocação de plenários para «ouvir e discutir com os trabalhadores a situação».

Novo coordenador já tomou posse

No mesmo comunicado, face à demissão do anterior coordenador, Fernando Gonçalves, a CT informa os trabalhadores da reorganização ocorrida, de acordo com os estatutos, dando entrada nesta o candidato seguinte pela lista E nas últimas eleições, Bruno Lopes. O novo coordenador eleito é Fausto Dionísio.

Apesar de a maioria dos trabalhadores da Autoeuropa ter votado contra a destituição da actual CT, no referendo realizado a 9 de Maio, o anterior coordenador optou se demitir. A decisão é justificada com a necessidade de união entre os trabalhadores face às negociações.

A comissão afirmou que, «após uma análise mais profunda e detalhada, (...) continua a existir um sentimento de contestação», com principal foco na pessoa do seu coordenador, Fernando Gonçalves. Este optou por sair «por considerar que o projecto a desenvolver pela equipa não pode ser posto em causa».

Tópico