|militares

Associações militares evocam Costa Gomes

As associações profissionais de militares promoveram, esta terça-feira, uma homenagem ao Marechal que foi Presidente da República e Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas.

A cerimónia que teve lugar no cemitério do Alto de S. João e que, segundo o comunicado conjunto das associações de oficiais, sargentos e praças (APM), se realizou no âmbito da «celebração dos 110 anos da Implantação da República», teve como objectivo sublinhar o exemplo de Costa Gomes, antes e depois do 25 de Abril, no plano militar e político.

Para as APM, mais do que um acto simbólico, evocar a memória do Marechal Costa Gomes é um dever «com vista a afirmar os Valores militares que ele soube encarnar e fazer respeitar», num momento grave para «a Instituição Militar Portuguesa, em que se multiplicam os problemas que a afectam e onde as soluções não são conseguidas por desprezo dos poderes políticos para com a mesma».

As associações chamam ainda a atenção para «as duas décadas de incumprimento das leis da República, no que aos militares diz respeito», nomeadamente em relação à Lei do associativismo militar.

Tópico