|Ordem dos Advogados

Advogados contra presença do Bastonário no congresso do Chega

A presença de Menezes Leitão naquele congresso partidário, em representação da Ordem dos Advogados, gerou contestação no seio da classe.

O bastonário da Ordem dos Advogados, Luís Menezes Leitão, fala aos jornalistas no complexo turístico Zmar, em Odemira, a 3 de Maio de 2021
O bastonário da Ordem dos Advogados, Luís Menezes Leitão, fala aos jornalistas no complexo turístico Zmar, em Odemira, a 3 de Maio de 2021CréditosNuno Veiga / LUSA

A iniciativa Ordem na Ordem/Justiça na Justiça, considera que o Bastonário «deve um pedido de desculpas» aos advogados sua pela presença num congresso de um partido «racista e xenófobo», que «tripudia e não reconhece os direitos constitucionais basilares».

Em comunicado, este grupo de advogados que protagonizou uma candidatura às últimas eleições para a Ordem dos Advogados, acusa Menezes Leitão de ter ultrapassado «os limites da decência conspurcando a dignidade da classe profissional dos Direitos, Liberdades e Garantias».

Por fim, relembram ainda o recente comportamento do Bastonário no caso Zmar, em Odemira, onde, segundo o comunicado, se mostrou «desfocado e míope em matéria de direitos humanos apoiando proprietários contra imigrantes desprotegidos».

Tópico