|Setúbal

Faltam funcionários nas escolas de Alcácer

O presidente da Câmara Municipal de Alcácer do Sal, Vítor Proença, reúne-se esta quinta-feira, às 15h, com a secretária de Estado Adjunta e da Educação a propósito da falta de assistentes operacionais nas escolas do concelho. 

«O município cumpre o seu papel nesta matéria, mas o Estado não», alerta Vítor Proença
«O município cumpre o seu papel nesta matéria, mas o Estado não», alerta Vítor ProençaCréditos / Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal

Segundo nota divulgada pelo município, no encontro com Alexandra Leitão será requerida a criação de mais lugares para contrariar a falta de assistentes operacionais no Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal.

«O município cumpre o seu papel nesta matéria, mas o Estado não. Fazem contas a rácios e esquecem situações que afectam os serviços, como os atestados médicos ou o facto de a unidade de apoio à multideficiência ter funcionárias que se dedicam exclusivamente à mesma e não podem ser deslocadas para execução de outras tarefas», alerta Vítor Proença.

A falta de assistentes operacionais nas escolas já havia motivado um pedido de reunião, por parte do edil, com a responsável da Direcção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (Dgeste).

A autarquia recorda que, no encontro realizado a 3 de Novembro, a directora da Dgeste assumiu o compromisso de abrir um procedimento para três novos funcionários, a somar aos 24 assistentes operacionais da Câmara no Agrupamento de Escolas de Alcácer, «número que cumpre e ultrapassa as competências da autarquia».

Tópico