|AML

Cartão Lisboa Viva é agora Navegante

O novo cartão do passe Navegante, que permite a circulação nos transportes públicos dos concelhos da AML, já se encontra em vigor com as modalidades «Personalizado» e «Ocasional».

Créditos / Metro Lisboa

Segundo informação da Transportes Metropolitanos de Lisboa, o Navegante vem substitui o anterior cartão Lisboa Viva, surge com uma nova imagem e passa a ser um cartão e um título para tudo e para todos, «simplificando a linguagem e a comunicação de quem pretende viajar». 

Com uma imagem uniformizada para os 18 concelhos que integram a Área Metropolitana de Lisboa (AML), o novo cartão do passe Navegante continua a dar acesso aos utentes a todas as vantagens já associadas com este título de transportes públicos e a preços vantajosos.

O cartão «Personalizado» destina-se a utilizações mais frequentes, permitindo carregar passes e tarifário pré-pago e pós-pago. Este suporte permite guardar a informação dos títulos de transportes adquiridos ao funcionar como uma carteira que arquiva a informação do que foi adquirido e a validade associada.

Enquanto o Navegante «Ocasional» está pensado para utilizações pontuais da rede de transportes públicos da AML, com carregamentos de bilhetes de viagem e tarifário pré-pago.

Os cartões podem ser adquiridos nos operadores de transporte da AML em apenas um dia útil, caso seja solicitado o modo urgente, ou em dez dias úteis, no modo normal, mas também www.portalviva.pt, com entrega em casa, ou nos Kiosk Viva, em modo self-service.

Os cartões Lisboa VIVA continuam a ser válidos para as modalidades Navegante até à data de expiração dos mesmos.

Os passes Navegante têm o valor de 30 euros, se condicionados ao concelho de residência do utente, ou de 40 euros, para a livre circulação nos transportes públicos da rede interconcelhia da AML.

As cianças até aos 12 anos têm acesso gratuito ao passe, enquanto utentes com mais de 65 anos pagam 20 euros. O Navegante Família, destinado a todos elementos de um agregado familiar com o mínimo de três pessoas, custa 60 euros na versão municipal e 80 na versão metropolitana.

Tópico